Bem Vindos!

Loading...

sexta-feira, 25 de março de 2011

Profundidade do Universo!













Profundidade do Universo!





Observo  as  nebulosas, em seu espectro planetário,   




em  êxtase  admiro os asteróides, em sua eterna




oposição a ressonância gravitacional de Júpiter, observo 




outros planetas, galáxias, fico  surpreso com buracos negros, 




resultantes da inexistência de espaço - tempo,




a sugar toda  a  matéria e luz, que lhe permitem, me  delicio 




com as nuvens  de  magalhães,  e também, com as estrelas, 




milhões ou bilhões de estrelas, de diversas magnitudes 




a iluminar nossas vidas, nossas almas,  e  transmutar tudo,  




em puro amor  em nossos corações,  



transmitindo para  nossos  irmãos na luz, as belezas   da  



Profundidade do Universo infinito,



e a sublime presença de,



D E U S !




Tela de Ilusões. ( 03/2011).








quarta-feira, 23 de março de 2011

Sublime!








Sublime!



Observem o ambiente do mosteiro, 



o fogo sagrado, o cântico dos monges



o silente momento de comunhão 



com o divino, com o Mestre Interior



captando as mensagens universais



os conhecimentos profundos



a verdadeira sabedoria



da evolução da alma



ascendendo um novo degráu da vida



na longa e infinita escada de Rá



com destino a Consciência Cósmica



e os elementos da alquimia, da transformação



da transmutação do interior do sêr!



Somos parte da matéria prima



alquímica, do cadinho de nossas vidas, da



busca incessante pela pedra filosofal, pelo 



elixir da longa vida, pela imortalidade, até 



descobrir-se que a tão esperada busca pela



mudança de metal em ouro, seria sim uma 



alegoria simbólica de nossa, 



evolução espiritual!






(De: Tela de Ilusões)06/2010.




Gregorian - My Immortal

http://youtu.be/rx04PmOltYw





sábado, 19 de março de 2011

Grande Lua.










Grande Lua.



A Grande Lua, chegou imponente, anunciando 


a noite suave, misteriosa e intrigante,


mexendo com as marés e com nossas almas,


mostrando-nos que a cada ciclo vem majestosa,


como se nos alertando para além tempo.


Os corações pulsam mais rápido, a alegria 


em testemunhar tão belo espetáculo da vida,


leva-nos à natural  " REFLEXÃO ".


Sim, refletir sobre nossa bela caminhada


nesta e em todas as vidas terrenas ou não,


recordando-nos que era lá que morávamos 


numa fração de momentos de nossas existências.


Como tempo e espaço não existem, nos vemos no 


filme da jornada eterna, a subir os degráus da nossa


evolução e caminhar com passos firmes e determinados


para um novo tempo de uma nova consciência onde 


sentiremos naturalmente, e tudo ficará gravado 


na GRANDE LUA,  e prevalecerá só o 



AMOR INCONDICIONAL.



Ivanildo Assis. ( 19/03/2011).








sexta-feira, 18 de março de 2011

Estrelas






Estrelas



Os belos olhos iluminando o mundo,

qual Estrela brilhante,

que certamente virá,

com sua Luz incandescente,

tocando nossos corações,

e seus cabelos suaves,

deleitando-se nas montanhas,

com o verde da natureza, cobrindo sua nudez,

seu corpo deitado suavemente,

em êxtase, mostrando-nos, a esperança.

Seu néctar, seguindo o curso do rio,

como seguem-se, as certezas da vida, a

deliciar-nos com os momentos

mais sublimes, sentidos,

e logo após, adormeceríamos,

com um lindo abraço,

esperando uma nova manhã,

com o coração inundado de

extrema alegria e felicidade,

anunciando-nos a volta. . .


À Vida!


(Tela de Ilusões – Recife – 01/2011.







domingo, 13 de março de 2011

Rumo à Consciência Cósmica!















Rumo à Consciência Cósmica.



Foram momentos sublimes,

Que tocaram meu coração,

Como se tocasse a música das esferas

Ou a sinfonia celestial,


Era um cântico de anjos,

Ou talvez as trombetas

Anunciando um novo tempo,

Onde a linguagem era só amor,


Amor incondicional e puro,

Onde se lia a linguagem angelical

Para que asas se basta pensar e voar

Sem preocupações com o amanhã,


Pois somos energia, não mais matéria,

Seguimos o rumo das estrelas,

Ou talvez de cometas brilhantes

Viajando para o infinito,


E quem sabe para a eternidade

Sim, a leveza do ser como éter,

Só uma pura nuvem branca

Levando-nos para à


Consciência Cósmica!.



Ivanildo Assis. 18/07/2010.